Segunda-feira, 30 de Outubro de 2006

A LENDA DE D. SEBASTIÃO


 


  Peço desculpa aos historiadores, estoriadores, contadores de histórias, investigadores e a todos os que se interessam por esta matéria! Como a história só é contada pelos vencedores, é isso que fica para a história. Mas há as histórias que não foram contadas, talvez as dos vencidos, ou dos que ñ se faziam ouvir, mas ninguém cala a cultura dos Povos, aquela que passa de geração em geração, contada junto à lareira, que fica no subconsciente e que vai por a vida fora,contestada por uns,confirmada por outros, e é aí que está a beleza deste tema.

D. Sebastião foi um rei que não deviamos perder tempo com ele! Só fez PORCARIA! desculpem a expressão. Mas ninguém tem culpa de nascer anormal; a história diz-nos que era um homem perfeito, louro de alta estatura, olhos azuiz porte atlético etc.

Foi criado num convento longe de qualquer criança das idades dele, educado religiosamente, era um homem definhado, não segurava a baba, os padres falavam por ele e tomavam as decisões por ele.Foi aclamado com 3 anos de idade. Foi o jesuita Luiz Gonçalves da Camara escolhido para preceptor e director espiritual, desenvolveu-lhe um fanatismo tal, que conseguiu  que se afastasse do mundo real e só procurasse a perfeição da vida cristã. Tendo como aio D.Afonso de Menezes, militar brioso, com facilidade o influenciou e  conduziu para a catástrofe. Dizem que morreu em Alcácer Quibir em 1578, e eu acredito! e com ele a flôr da fidalguia Portuguesa.

Pode pois dizer-se que este reinado é apenas notável pelo desastre de Alcácer Quibir que foi o declinar da nossa grandeza e autonomia. Um túmulo em Belem guarda as cinzas deste imprudente rei! Sucedeu-lhe o seu tio-avô o cardel D.Henrique.. Agora vamos à moral da história: O primeiro caixote que mandaram para cá onde devia e era suposto ser o do Rei, era um monte de pedras!!!. Foi enviado um emissário a reclamar o corpo do Rei e dizendo que fora aberto o caixão e que o seu interior estava coberto de pedras..Enviado segundo caixão e lá vinha de facto um corpo !!!  Mas os dizeres dão-nos tal incerteza, que foi com esse nome que ficou conhecido.

O TÚMULO DA INCERTEZA. - Conditur hoc tumulo si vera est fama Sebastos quem tulite in Lybicis mors properata plagis. Nec dicas falli Regem quis viveu credit pro Rege extinto mors quasi.

Traduzindo:- Aqui jaz, se é verdadeira a fama El-Rei D.Sebastião. a quem a morte tirou a vida nas ribeiras da Líbia. Não digas que se engana o que julga viver ainda este rei, porque pagando o tributo universal, a morte lhe deu mais gloriosa vida............

Isto não pode ser contestado porque está escrito no tumulo!... Até breve

 


 

sinto-me:
música: Lenda de D. Sebastião

publicado por JOCAR às 19:51
link do post | comentar | favorito
|
Passaram por aqui ...


e-mail
EMAIL ME

.Nana Mouskouri


Nana Mouskouri
Nana Mouskouri

.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. História da Senhora da Pe...

. NOMES LATINOS DE ALGUMAS ...

. O RITMO SEXUAL NO HOMEM (...

. HOMOSEXUAIS NA HISTÓRIA

. OS HOMOSEXUAIS NA HISTÓRI...

. A IGREJA E A PROSTITUIÇÃO...

. A LENDA DE D. SEBASTIÃO

. O PRIMEIRO LIVRO ESCRITO ...

. A IGREJA E A PROSTITUIÇÃO

. AS MENTIRAS E VERDADES

.arquivos

. Março 2011

. Maio 2008

. Dezembro 2006

. Outubro 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

.Tags

. aprender

. atoleiros

. blog

. calma

. igreja

. lojas

. memorandum

. monopólio

. prostituição

. reliquia

. santiago do cacém

. santo lenho

. santos populares

. todas as tags

.pesquisar

 
SAPO Blogs

.subscrever feeds